Sua versão do navegador está desatualizado. Recomendamos que você atualize seu navegador para uma versão mais recente.

ISO 9001:2015 (Qualidade)

A expressão ISO 9000 designa um grupo de normas técnicas que estabelecem um modelo de gestão da qualidade para organizações em geral, qualquer que seja o seu tipo ou dimensão. Esta família de normas estabelece requisitos que auxiliam a melhoria dos processos internos, a maior capacitação dos colaboradores, o monitoramento do ambiente de trabalho, a verificação da satisfação dos clientes, colaboradores e fornecedores, num processo contínuo de melhoria do sistema de gestão da qualidade. Aplicam-se a campos tão distintos quanto materiais, produtos, processos e serviços. Qualquer empresa , publica o privada que tenha um CNPJ pode ser certificada.

 

O certificado ISO 9000 como para outras ISOs é valido é por 3 anos exigindo uma auditoria cada ano. A auditoria inicial de certificação e 2 auditorias de vigilância (uma por cada ano).

 

Atualmente è utilizada a versão ISO 9001:2008.

No final do 2015 saiu a nova versão da ISO 9001:2015 mas a empresa tem ate 3 anos para se adaptar. (Fonte: IAF_ID_9_2015_Transition_Planning_Guidance_for_ISO_9001)

Pode ser que alguns organismos de certificação decidam de reduzir este período de 3 anos de transição , mas è uma escolha dele e não uma diretiva IAF

 

Porque fazer uma ISO 9001

A adoção das normas ISO é vantajosa para as organizações uma vez que lhes confere maior organização, produtividade e credibilidade – elementos facilmente identificáveis pelos clientes, aumentando a sua competitividade nos mercados nacional e internacional.

 

A ISO 9000 não é uma norma obrigatória. Quem querem certificar-se principalmente è motivado pela exigências de seus melhores clientes (ex. CRCC Petrobras), ou para melhorar a sua organização a ser mais competitivo o para entrar em novo mercados (ex internacionais) mas principalmente para reduzir custos.

 

Aplicando de verdade o método da ISO, os investimento na implementação e certificação são minores dos :

CUSTOS DE REMÉDIAR ERROS : custos relacionados com defeitos internos ou falhas: são os custos decorrentes da aplicação de uma baixa qualidade dentro da organização que gera defeitos que, no entanto, não chegam para o cliente, porque eles são interceptados pela organização antes da entrega do produto ou de 'prestação de serviços:

- CUSTOS de defeitos externos ou falhas: custos são descobertos depois que o produto é enviado e incluem todos os custos incorridos pela empresa para restaurar o relacionamento com o cliente:

 

Do outro lado, o excesso de burocracia não é uma exigência da ISO, mas um erro típico do consultor que não foi capaz de encontrar um equilíbrio entre a Norma e a empresa.